Rivais

Em modo de despedida: o melhor de Bruno de Carvalho

Em modo de despedida: o melhor de Bruno de Carvalho

Março de 2011: «Como tinha prometido, estou aqui ao lado dos investidores. Apresento aqui o Fundo Imobiliário Fechado que pretendo criar, em que 60 por cento das ações são do Sporting e 40 por cento são dos investidores, mas será o Sporting que terá opção na venda dos jogadores. […] O meu objetivo, como o dos parceiros russos, é fazer do Sporting já campeão para a próxima época, voltar a encher estádios e fazer aumentar receitas» [fonte]

Março de 2011: «Caso não vença, o que não acredito que aconteça, não serei o bastião da truculência no Sporting. Se os sócios acharem que eu não sirvo para a presidência, também não sirvo para a oposição. […] Se há coisa que sei é o que quero e o que não quero para o clube, mas não tenho a mania de que sou iluminado, nem de que posso abdicar de qualquer sportinguista por ter uma opinião igual ou diferente.» [fonte]

Agosto de 2011 (assumindo a oposição): «Agora chega de ver o que se passa e continuar calado. É demais para manter silêncio. Saber gerir o meu silêncio pode ser muito bom para o meu futuro… mas o que me interessa o meu futuro no Sporting CP como dirigente se fizer como todos os outros que é estar calado quando se mantêm as mesmas politicas errantes no Clube que amo.» [fonte]

Novembro de 2011 (pré-anúncio do Mister do Café e outros que tais): «Porque nos mantemos na era da cobardia cibernauta continuam a existir dezenas de perfis falsos na net para denegrirem a imagem de todos que “incomodem” as suas estratégias de manutenção de status quo ou de lançamento de futuras candidaturas.» [fonte]

Janeiro de 2012: «O Sporting continua a não saber lidar com a comunicação social. […] os nossos adversários são os outros que continuam a ser manchete enquanto ao Sporting apenas cabem as páginas dos chamados “dias mortos” e o desprezo de ver sempre colocado em segundo plano os seus feitos» [fonte]

Maio de 2013 (antes da aliança): «Fruta não é connosco, o Sporting não conhece muito de frutas, mas há uma coisa que temos a certeza absoluta: não somos bananas.» [fonte]

Outubro de 2013: «O pior adepto que eu podia ter atrás de mim sou eu próprio.» [fonte]

Novembro de 2013: «Quando quiserem começar a resolver os problemas de Portugal, é fácil: tiramos o vermelho da bandeira e é tudo nosso» [fonte]

Dezembro de 2013: «É importante os nossos adversários começarem a dar mais um bocado de luta.» [fonte]

Março de 2014: «O Einstein era um homem extremamente inteligente. Tenho pena de que não tenha conhecido Pinto da Costa e a comitiva que o acompanhava porque, em vez de falar de universo e estupidez, falaria de uma frase célebre de um treinador português: ‘um vintém é um vintém e um labrego é um labrego’.» [fonte]

Junho de 2014 (as grandes figuras de estilo): «Entre algo fisiológico como o ânus, ou sai vento mal cheiroso ou trampa. E é disto que o futebol português está cheio por dentro e por fora: trampa» [fonte]

Outubro de 2014: «Eu sou assim, os outros são hipócritas. Os outros são rufias, às vezes não se enxergam e a idade não lhes dá vergonha. Ter de aturar este tipo de rufias que tive de aturar há pouco tempo, com as suas atitudes… Estou a referir-me ao comportamento do presidente do FC Porto em Alvalade. […] Não gosto de aldrabices, vigarices, apitos dourados… Ao ouvir as escutas, acho uma vergonha que as coisas não tenham consequências.» [fonte]

Fevereiro de 2015: «Ainda me lembro de Luís Filipe Vieira […] andar a correr atrás de mim na Liga a tentar convencer-me a fazer uma aliança consigo e que assim poderíamos ir alternando as vitórias no campeonato, pretensão a que nunca anuí» [fonte]

Junho de 2015 (o fato do Marco Silva): «Diminuir-se publicamente as necessidades de um parceiro e patrocinador do Sporting Clube de Portugal, que entrega ao Clube receitas em troca de visibilidade, e que vê o seu retorno de visibilidade injustificadamente diminuído por alguém que, por algum motivo, entendeu não lhe serem aplicáveis as regras de um grupo, nem de que um mero fato estejamos a falar, não é só deselegante como é pouco sério» [fonte]

Janeiro de 2016: «Só não lhe dei um chuto no rabo porque, olhando para a figura dele, tive medo que gostasse» [fonte]

Fevereiro de 2016 (onde apresenta-se como o salvador da casa): «Pergunta errada: Onde eu estaria se não estivesse no Sporting CP? Pergunta certa: Onde estava o Sporting CP se eu não estivesse cá? Resposta: Falido após alimentar muitos chulos que gravitam à volta do futebol!» [fonte]

Maio de 2016 (prenúncio dos “brunicados”, quando a conta paródia de Gabriel Alves tornou-se inadvertidamente um alvo a abater): «Porque recordar é viver, fui retirar da net as 50 melhores frases de Gabriel Alves» [fonte]

Janeiro de 2017 (o Ricciardi amigo): «O Sporting Clube de Portugal, além de estar no Rumo Certo, está forte e unido em torno de um projeto comum. Prova disso mesmo, é o apoio que a atual Direção tem de vários ex-dirigentes oriundos das mais diversas eras de Sportinguismo. São os casos, por exemplo, de José Sousa Cintra, Abílio Fernandes, José Maria Ricciardi, Paulo Abreu, João Mello Franco, Pedro Cassiano Neves, Subtil de Sousa, José Dias Ferreira, Margarida Caldeira da Silva ou Miguel Frasquilho, que aceitaram darem-me o privilégio de integrar a minha Comissão de Honra e afirmam, claramente, que se identificam com o nosso programa de fazer renascer o Grande Sporting Clube de Portugal» [fonte]

Março de 2017: «’Bardamerda’ para todos os que não são do Sporting.» [fonte]

Março de 2017: «No próximo mandato vamos ser campeões e não é só uma vez.» [fonte]

Maio de 2017: «Parabéns, Clínica Tallon» [fonte]

Maio de 2017 (carta de amor a Pinto da Costa): «constatação de que Sporting e FC Porto partilham várias ideias e propostas estruturantes para promover a transparência, a verdade e a justiça desportivas” [fonte]

Maio de 2017 (primeiro abandono do facebook): «Apesar disso, e depois de uma profunda análise, creio que chegou a hora de abandonar o Facebook.» [fonte]

Julho de 2017 (primeiro regresso ao facebook): «Criei o meu Spotify ligado ao Facebook. Como nada percebo destas “tecnologias”, vejo-me forçado a manter esta conta para poder aceder ao meu conjunto de músicas que, com a minha família, são as coisas que me acalmam nos momentos mais difíceis (e nesta vida que escolhi são tantos…).» [fonte]

Setembro de 2017: «O Sporting é a minha profissão, as pessoas estão a pôr em causa o meu ganha-pão, logo, a minha família.» [fonte]

Setembro de 2017 (a permanente mistura da vida profissional com a familiar, o vídeo que passou nos ecrãs do estádio de Alvalade): «Ambos vamos trazer mais leões para o universo leonino». [fonte]

Novembro de 2017: «Rui Santos é dos que não sabe lidar pois não consegue dominar o seu ego, tendo-lhe associado um feitio de “gaja”. E não falo da macheza dele, mas sim do seu carácter. Tem o perfil que costuma apelidar-se de “piquinho a azedo”.» [fonte]

Novembro de 2017 (os sportingados que foram inclusivamente identificados numa lista): «Um ‘sportingado’ é um misto de sportinguista com aziado. Ainda temos oito por cento desses, é verdade.» [fonte]

Fevereiro de 2018: «Quer montar um Big Brother? Nããããoooo!» [fonte]

Fevereiro de 2018 (quando pela primeira vez percebeu que não tinha os sócios totalmente manietados): «Não durmo com um olho aberto, estão os 3 fechados» [fonte]

Fevereiro de 2018: «Nunca ofendi ninguém, nunca ofendi ninguém […] aquele estafermo que se chama Hugo Gil» [fonte]

Abril de 2018 (o post da polémica): «Gelson aos 32m isolado frente a Oblak, em vez de “fuzilar” para a esquerda, tenta colocar em jeito, mas sem força, para o lado direito perdendo um golo que já quase se gritava. De 11, em vez de 22 como queria, fomos 9, muitas vezes, e isso paga-se caro… Fábio e Bas Dost ‘não quiseram jogar’ em Alvalade, com faltas para amarelo que nunca poderiam ter feito […] Coates fica isolado e, sem foco e não estando concentrado, em vez de rematar faz um passe para Oblak. E, para terminar, Montero aos 92m desperdiçou um golo feito com um remate para o céu quando só se pedia um simples encosto» [fonte]

Abril de 2018 (o feudo recorrente com Miguel Sousa Tavares): «Não sei se disse isto antes ou depois de ter bebido, mas eu aqui até lhe dou razão… […] É que o tempo das “vacas sagradas” do nosso futebol está a terminar […] E o seu… ou por cansaço das pessoas ou por falhanço do fígado, também deve estar próximo.» [fonte]

Abril de 2018 (segundo abandono do facebook): «mas para mim terminou de vez esta guerra surda de vos querer manter informados pelo meu único canal de informação próprio, o meu Facebook.» [fonte]

Maio de 2018 (a já célebre entrevista ao Expresso): «O tipo de presidente que sou, o presidente-adepto, é o presidente do futuro […] Vou ensinar-te uma coisa: para ter sucesso, a primeira coisa a fazer é criar fama de maluco. Depois, é só mantê-la» [fonte]

Maio de 2018 (reacção ao ataque a Alcochete): «Foi chato mas amanhã é um novo dia e temos de perceber que o crime faz parte do dia-a-dia» [fonte]

Maio de 2018 (segundo regresso ao facebook): «Amo-te tanto Diana! Onde estás? Hoje quero dedicar a vitória a ti! Que saudades! Isto é um pesadelo mas vamos superar tudo!» [fonte]

Junho de 2018: «Hoje deixei de ser para sempre sócio e adepto deste Clube […] Afinal o sportingado era eu, pois era um sportinguista enganado. […] A minha carta de suspensão vitalicia de sócio segue segunda feira e nunca mais seguirei sequer os eventos desportivos do Clube.» [fonte]

Click to add a comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Rivais

More in Rivais

«Eu crio, outros copiam»

admin14 Outubro, 2018

«Os interesses da verdade e da lealdade desportiva»

admin7 Setembro, 2018

Dor de cotovelo

admin31 Agosto, 2018

O nosso ex-maior rival em Portugal

admin25 Agosto, 2018

Às armas, às armas!

admin12 Agosto, 2018

Às armas, às armas!

admin12 Agosto, 2018

Seguindo a lógica de Baluartes e Brunistas o título europeu Sub-19 é nosso.

admin29 Julho, 2018

Podiam ser 6% e a CMVM nem nos ter aprovado o prospecto

admin16 Julho, 2018

Em modo de despedida: o melhor de Bruno de Carvalho

admin24 Junho, 2018